A novidade do protocolo da Fisioterapeuta Dermatofuncional Fabiola Fortunato está na associação de lasers de baixa potência e ativos

Não é somente quando existe uma dor na coluna ou algum problema muscular que buscamos a área da fisioterapia. Muitos não sabem, mas a fisioterapia tem a especialidade dermatofuncional para prevenir, promover ou reabilitar o sistema tegumentar que é a pele, incluindo as alterações estéticas como estrias, flacidez, celulite, com tratamento preventivos e contínuos que evitam tratamentos mais invasivos ao longo dos anos.

As estrias são resultados do rompimento de fibras colágenas e elásticas na pele, causada pelo estiramento excessivo da pele.

Para as estrias albas, a fisioterapeuta dermatofuncional Fabiola Fortunato apresenta o tratamento Strisculp, que visa promover um novo reparo tecidual e para isso, causar um processo inflamatório local.

O método indicado para promover a melhora da aparência de estrias brancas, consiste em aplicação de led âmbar e laser infravermelho para estimular a produção de colágeno e elastina, com remodelação da derme. Em seguida é aplicado um produto que ativa a circulação periférica, e associado ao laser, promove uma vasodilatação e uma melhora do metabolismo celular. Na etapa seguinte é feita a dermosucção associada com produtos ricos em oligoelementos, que trazem o sangue para a superfície, gerando um processo inflamatório para posteriormente formar um novo colágeno que induzi um novo reparo tecidual, uma cicatrização mais organizada e uniforme: “A técnica já é utilizada para diversos tratamentos como celulite, glúteos, flacidez e estrias, mas o tipo de cabeçote e a pressão utilizada é o que define resultados mais satisfatórios para cada demanda e região a ser tratada”, explica a Dra Fabiola Fortunato.

 

Existem várias técnicas e tecnologias que podem ser indicadas para estes casos, a técnica mais promissora e que provoca menos dor proporciona ao tecido uma mobilização resultando em maior circulação sanguínea, colaborando com o metabolismo e a produção de colágeno local.

Aplicada na clínica de Fabiola Fortunato, o Strisculp promove a migração de sangue para o túnel do sulco da estria, para a estimulação da pigmentação, onde as fibras de sustentação preenchem o seu sulco e a cor vermelhada ou arroxeada melhora com o tempo.

“Uma vez tratada, não existe regressão do quadro, pode haver a necessidade de retoque anual quando a cliente quer melhora da cor. O procedimento é muito rápido e a dor é muito tranquila quando comparada a outros tratamento invasivos de estrias como microagulhamento, laser, eletrolifting”, comenta Fabiola.

Essa alteração de cor permanece por aproximadamente 15 dias, por isso é contra indicado a exposição solar. É indicado o uso de um sabonete remineralizante com argila, loções hidratantes para auxiliar no processo de cicatrização das estrias e a ingestão em média de 2L de água por dia para favorecer a ação desintoxicante dos produtos ortomoleculares. Durante o tratamento deve-se evitar a exposição solar por 15 dias para não manchar a pele.

São realizadas em média 3 sessões com o valor de R$ 350 cada para uma região equivalente a uma folgada papel A4, podendo variar, com intervalo aproximadamente de 21 dias. Na primeira sessão já podemos notar uma melhora significativa na aparência das estrias.

 

 

 

A Dermatofuncional Fabiola Fortunato opta pelo procedimento de microagulhamento no couro cabeludo, onde é realizado um estímulo mecânico através de um cilindro que contém de 120 a 540 agulhas que promove microperfurações causando um sangramento seguido de coagulação.

Neste processo são liberados fatores de crescimento do endotélio vascular que estimulam o crescimento do cabelo. Além disso, a terapia de microagulhamento aumenta a permeação de ativos em até 40 vezes na área tratada, conhecido como ‘drug delivery’ levando princípios ativos estimulantes ao bulbo capilar e fatores de crescimentos até as regiões mais profundas da pele.

A Terapia induz produção de colágeno e a angiogênese (aumento dos vasos sanguíneos na região).

Associado ao microagulhamento, Dra Fabiola Fortunato realiza a alta frequência para ativar a circulação periférica e o laser de baixa potência para estimular o folículo a  aumentar o crescimento capilar.

São indicadas pelo menos 5 sessões da associação do microagulhamento + alta frequência + laser.

 

 

No inverno, ocorre uma redução de chuva e uma baixa umidade do ar, tornando a estação do ano que mais prejudica a hidratação e manutenção das defesas naturais da pele. Além disso, o nível de poluição do ar é aumentado causando um aumento da produção de radicais livres que comprometem a manutenção das fibras de sustentação existentes, como o colágeno, favorecendo o envelhecimento e flacidez da pele.

A fisioterapeuta dermatofuncional Fabiola Fortunato indica para o tratamento facial, revitalizações que associam peelings superficiais, ou seja, que não descamam e não afastam da rotina associados a máscaras firmantes e hidratantes. O objetivo é remover parte das células mortas, favorecer a permeação dos ativos e estimular a renovação das células.

Neste ano, os clareadores consagrados para a época do ano continuam com o ácido tranexâmico de ação ação antifibrinolítica, o despigmentante alfa arbutin, os ácidos kójico e o mandélico, mas a grande novidade está nas diferentes formas da Vitamina C ser entregue na pele. Existem 3 formas de realizar essa entrega, as quais Fabiola contemplou no mesmo protocolo.

Para este inverno, indica o Peeling de Vitamina C, técnica facial que também auxilia no controle de oleosidade, redução de poros dilatados, no combate às rugas e linhas de expressão, manchas e rejuvenescimento da pele do rosto, já que estimula a produção de colágeno e elastina. A Vitamina C é responsável por atenuar o envelhecimento da pele, trazendo consigo elasticidade e luminosidade. É indicada para todos os tipos de pele.

“A forma ácida, é a Vitamina C mais antiga, também conhecida como ácido ascórbico, mas temos a Vitamina C em nanotecnologia e estabilizada que são formas mais estáveis e mais seguras de permear a pele sem causar irritações e sem sofrer oxidação”, revela Dra.

O protocolo tem o passo-a- passo:

  • Higienização da pele: o preparo da pele é feito através de um sabonete com ácido glicólico
  • Peeling físico: Vitamina C em nanotecnologia, Ácido Glicólico, Frulix TF Acerola, UREIA, Talos de Bambu e Sílica de Arroz.
  • Peeling Químico: Vitamina C em nanotecnologia, Frulix TF Acerola, Ureia e ácidos glicólico, Ferúlico, mandélico, tartárico e láctico.

“A nanotecnologia reduz significativamente a molécula de vitamina C, facilitando a permeação na pele, garantindo maior estabilidade e biodisponibilidade na pele”, explica Fabiola.

  • Vitamina C estabilizada associada a cápsulas com ácido ascórbico a 100%. “A forma estabilizada, garante a permeação da vitamina C nas camadas mais profundas da pele sem sofrer oxidação”, completa. “A forma pura de Vitamina C é a mais antiga, porém deve ser preparada no momento da aplicação porque sofre de oxidação no momento que entra em contato com o oxigênio. Por estar em forma ácida, peles mais reativas podem sentir uma ligeira queimação e podem ficar mais sensíveis”, arremata.
  • Máscara hidratante de Vitamina C nanotecnologia para revitalização + ácido Hialurônico + argila branca e acerola.
  • Vitamina C a 20% pura: associado ácido ferúlico, epidermosil (ácido hialurônico vetorizado) e vitamina E.

O protocolo envolve 3 sessões de peeling de vitamina para uma pela bonita, iluminada e hidratada. Mas, se a demanda for intensificar mais esse resultado, o tratamento pode ser associado da Vitamina C a 3 sessões mensais de microagulhamento fotoativado. “O laser potencializa e melhora o metabolismo da pele, acelerando todas as respostas que queremos ao tratamento, como o estímulo da produção de colágeno, clareamento e hidratação da pele”, explica Fabiola.

 

ONDE ENCONTRAR?

Nome do procedimento: Peeling de Vitamina C

Profissional indicado: Fabiola Fortunato

Endereço: Rua Itapeva, 286. Conjunto 71, São Paulo – SP

Protocolo 1: 3 sessões de Peeling de Vitamina C

Protocolo 2: 3 sessões de Peeling de Vitamina C + 3 sessões de microagulhamento fotoativado.

Criado pela Fisioterapeuta Dermatofuncional Fabíola Fortunato, tem resultados de curto a longo prazo

 Procedimentos da Fisioterapia Dermatofuncional tem evoluído a cada dia, com profissionais preparados para realizar tratamentos que vão além do aspecto aparente e se aprofundam no ‘funcional’, o que garante melhor qualidade de vida.

Esse tipo de fisioterapia estuda as alterações estéticas no corpo, tratando de forma preventiva ou corretiva, incluindo a realização de massagens, acupuntura, redução de medidas, drenagem, linfática, talassoterapia, entre outros.

Com tecnologia avançada, atua no pré e pós-operatório de cirurgias plásticas, assim como trata celulites, estrias e flacidez.

Na parte de tratamentos faciais, atua desde a primeira etapa que é a limpeza de pele a diversos tipos de tratamentos de pele visando a recuperação funcional do tecido. Este tipo de modalidade estuda as modalidades terapêuticas de funções estéticas e de origem reabilitacional, que está relacionada com a função dos tecidos com a sua melhor funcionalidade.

 Criado pela profissional Fabíola Fortunato, a massagem Miotaping é indicado para tratar e prevenir as rugas, flacidez, bolsas e olheiras, com o diferencial de obter resultados visíveis a curto e a longo prazo, atuando em todos os aspectos do envelhecimento facial: pele e músculos da mímica facial.

 Pela necessidade de promover um lifting imediato e prolongar o seu efeito por mais tempo, a massagem é iniciada pelo preparo da pele, seguida de movimentos específicos que são contra os efeitos de flacidez determinados por linhas de tensão da pele. Depois, são aplicadas faixas de tensão sobre os principais regiões que sofrem a flacidez, que são ativados através do calor da massagem. Estas faixas já são de grande utilidade na área esportiva e na reabilitação com o objetivo de reduzir dor e melhorar a performance muscular. Na massagem Miotaping, o objetivo é dar estímulo sensorial para pele melhorar a circulação periférica, linfática e favorecer a contração de determinados músculos mais flácidos na região da bochecha e no contorno da face.

 O procedimento é finalizado com o cosmético inovador que provoca um efeito lifting imediato de botox instantâneo com duração de 8 a 12h. Esse resultado funciona através da Argireline, um princípio ativo que tem ação sobre os fibroblastos, as células produtoras de colágeno, que pode ter ação a longo prazo de firmeza na pele quando feito repetidas vezes. A aplicação modula a tensão facial, reduz as rugas de expressão e estimula a síntese de fibroblastos, retardando o envelhecimento cutâneo.

 O protocolo Miotaping representa um dos diferenciais dos procedimentos de Fabíola Fortunato, que sempre se preocupa em aplicar correções estéticas de forma preventiva e duradoura de forma reabilitacional.

http://fabiolafortunato.com.br/

Criado pela Dermatofuncional Fabiola Fortunato, novo tratamento Slim Wrap reduz medidas e celulite pela associação de massagem e compressão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Desenvolvida pela Dermatofuncional Fabiola Fortunato, a massagem Slim Wrap é indicada para o tratamento da celulite e da gordura localizada. Favorece a reabsorção do edema (retenção de líquidos) e melhora o contorno corporal. Resultado: redução de medidas.

O conteúdo programático do curso é:

  • Anatomia/Fisiologia do Sistema Venoso e Linfático;
  • Diferenciação das Técnicas: Drenagem Linfática, Massagem Modeladora e Slim  Wrap;
  • Mecanismo da Ação da Técnica Slim Wrap;
  • Indicações e Contra-Indicações;
  • Associação Cosmética;
  • Enfaixamento Compreensivo: Mecanismo de Ação, objetivos e aplicações;
  • Práticas da Técnica: Membros inferiores, Abdômen, Membros Superiores, Glúteos e Região Dorsal.

Valor do curso: 700, 00 reais

Horário: 9h às 17h30 (com uma hora de almoço)

Local: Rua Jaceru, 63 – Vila Gertrudes (Morumbi)E

Estacionamento gratuito no local.

Para mais informações: (11) 3262-2983